Inscrições abertas para a 3ª edição do Prêmio FALM

Published in 03 de August de 2018   |   0 Comments

slider_1

As inscrições para o Prêmio Fundação André e Lucia Maggi estão abertas até o dia 29 de agosto. A premiação visa reconhecer e incentivar as melhores práticas de instituições e empreendedores sociais que contribuem para o desenvolvimento local sustentável dos municípios onde a AMAGGI atua. Para se inscrever, basta acessar o hotsite do prêmio. O Prêmio é uma das iniciativas da Fundação André e Lucia Maggi (FALM).

Podem se inscrever organizações não governamentais e sem finalidade econômica que tenham sede e atuem em municípios com unidade da AMAGGI instalada, nos estados de Mato Grosso, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará, Goiás, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

São três categorias: Boas Práticas de Gestão, Melhores Impactos e Empreendedor Social. Os projetos desenvolvidos podem ser em diversas áreas, como agricultura, meio ambiente, cultura, desenvolvimento local, educação, habitação, inclusão, saúde, entre outras. É possível se inscrever em mais de uma categoria.

Além da premiação em dinheiro, as organizações vencedoras serão contempladas com capacitações, visitas técnicas e mentorias, além de um troféu entregue durante a cerimônia de premiação, que acontecerá no mês de novembro, em Cuiabá (MT).

O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 40 mil em dinheiro. Já o segundo e o terceiro lugar receberão, respectivamente, R$ 20 e R$ 10 mil.

Veja os aspectos avaliados em cada categoria:

trofeus premio falmBoas Práticas de Gestão

Reconhece as instituições que tenham demonstrado maturidade na gestão organizacional, comprovando o uso de ferramentas de gestão que resultem em impactos positivos na execução das suas atividades junto aos beneficiários.

Melhores Impactos

Destinada a instituições sociais cujas ações tenham alcançado resultados significativos junto à comunidade na causa em que atuam. A avaliação desta categoria abrange dados e indicadores do projeto (quantitativos e qualitativos).

Empreendedor Social

Reconhece pessoas que, por meio de um ideal e ligadas a uma organização social, desenvolvem projetos que geram impactos positivos junto à comunidade. A avaliação desta categoria abordará a criatividade, proatividade, visão de futuro, capacidade de mobilização, realização e expansão da ação por parte do empreendedor social e da organização de que faz parte.

A Fundação André e Lucia Maggi é a instituição responsável pela gestão do Investimento Social Privado da AMAGGI nos municípios onde a empresa está presente. Sua atuação está voltada para o desenvolvimento local, o engajamento e a capacitação de lideranças e instituições sociais, e o desenvolvimento de cidadãos por meio da arte-educação. Acompanhe a FALM pelo site, pelo Facebook e Youtube.

Bookmark and Share

Leave your message