Circuito Tecnológico 2018 leva soluções ao campo em MT e RO

Publicado em 07 de março de 2018   |   0 Comentários

Etapa do Circuito Tecnológico AMAGGI em Diamantino, em fevereiro

Etapa do Circuito Tecnológico AMAGGI em Diamantino, em fevereiro

 

Com 21 etapas realizadas entre janeiro e fevereiro, o Circuito Tecnológico AMAGGI 2018 proporcionou, pelo terceiro ano consecutivo, conhecimento e soluções para produtores rurais dos estados de Mato Grosso e Rondônia.

Quase duas mil pessoas compareceram aos 19 eventos de campo organizados em Mato Grosso e aos dois realizados em Rondônia. Segundo os organizadores, participaram dos encontros 617 produtores rurais, representando mais de 1,6 milhão de hectares de área de plantio nos dois estados.

Selo_Circuito Tecnológico 2018Proporcionalmente, os eventos alcançaram produtores representantes de mais de 15% do total de área produtiva em Mato Grosso e de mais de 50% do total de área produtiva em Rondônia – tendo como referência a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que aponta áreas totais de cultivo de 9,5 milhões de hectares em Mato Grosso e de 311,7 mil hectares em Rondônia.

Os encontros no campo incluíram palestras, trocas de experiências e informações sobre cultivares, técnicas de manejo, inovações e soluções sustentáveis levadas pela AMAGGI e pelas companhias parceiras Basf, Syngenta, Dupont, Arysta, Monsanto, Biosoja, Nufarm, Inquima, Novozymes, UPL, Yara Vita, FNC, TMG, Monsoy, Coodetec e Nidera.

As etapas do Circuito Tecnológico, todas realizadas em fazendas de produtores parceiros, passaram pelas regiões de municípios e distritos como Nova Ubiratã (MT), Lucas do Rio Verde (MT), Ariquemes (RO), Boa Esperança do Norte (MT), Ipiranga do Norte (MT), Campo Novo do Parecis (MT), Tapurah (MT), Campos de Júlio (MT), Itiquira (MT), Sinop (MT), Tangará da Serra (MT), Diamantino (MT), Sapezal (MT), Vera (MT), Brasnorte (MT), Vilhena (RO), Espigão do Leste (MT), Confresa (MT), Santa Rita do Trivelato (MT), Querência (MT) e Água Boa (MT).

Bookmark and Share