AMAGGI investe em educação para a coleta seletiva em MT

Publicado em 09 de fevereiro de 2018   |   0 Comentários

A fim de levar práticas de responsabilidade socioambiental para além dos limites de suas unidades, a AMAGGI iniciou em outubro de 2017, na região da Vila Itanorte, em Campo Novo do Parecis (MT), o Programa de Educação Socioambiental (PESA). O projeto piloto tem objetivo de proporcionar à comunidade do entorno das unidades da AMAGGI – no caso, da fazenda Itamarati – a devida educação ambiental voltada à gestão de resíduos sólidos, com foco em coleta seletiva.

Com a devida conscientização, espera-se que a comunidade se empodere e realize por conta própria a gestão correta dos resíduos sólidos gerados no local, adotando também padrões de consumo consciente. O programa está vinculado ao Sistema de Gestão Socioambiental (SGA), presente em todas as unidades da AMAGGI e que conta com procedimentos específicos para a gestão de resíduos sólidos, abrangendo os processos de segregação, armazenamento e destinação final dos resíduos.

Ao todo, o PESA foi realizado em três fases. Na primeira fase, foram instalados por toda a Vila Itanorte coletores de resíduos providos de tampas e identificados por cores. Foi instalado um conjunto de coletores (um azul, um vermelho e um marrom) para cada grupo de quatro casas. Foram instalados ainda conjuntos com mais coletores (azul, vermelho, marrom, verde, amarelo e cinza) em pontos estratégicos da vila, como a escola, a creche, a agencia dos Correios, a cantina e o mercado.

Na fase 2 foram realizados o mapeamento e o diagnóstico de toda a Vila Itanorte, bem como um evento de lançamento do programa. Já na fase 3 foi entregue o material norteador do PESA (cartilha e ímã de geladeira com orientações sobre a correta segregação dos resíduos) para moradores de todas as casas.

Para 2018 estão sendo programadas reuniões mensais com as lideranças mapeadas e ações junto às escolas da Vila, inserindo a educação socioambiental como tema a ser debatido por alunos e professores, com ênfase em resíduos e ações como oficinas e palestras com profissionais que trabalham com resignificação e consumo consciente.

Bookmark and Share