AMAGGI e FALM prestigiam artistas de Mato Grosso em 2017

Published in 26 de December de 2017   |   0 Comments

Em seus eventos, parcerias e peças de Comunicação interna ou externa, a AMAGGI e a Fundação André e Lucia Maggi (FALM) buscaram valorizar ao longo do ano de 2017 os artistas de Mato Grosso, estado em que a companhia criada em São Miguel do Iguaçu, no Paraná, veio a se consolidar e a completar 40 anos.

A primeira dessas oportunidades de prestígio à cultura e à produção artística mato-grossense foi a tradicional homenagem ao fundador da empresa – André Antonio Maggi – em abril. Realizada na sede da AMAGGI, em Cuiabá, a cerimônia foi embalada por Sidnei Duarte e Igor Mariano, músicos consagrados da cena local, com incursões por vertentes como a música erudita e o jazz, entre outros.

Capa do disco "Terra de Sonhos" (Reprodução)

Capa do disco “Terra de Sonhos” (Reprodução)

Ainda no campo da música, a AMAGGI foi uma das empresas apoiadoras da gravação do disco “Terra de Sonhos”, lançado pela gravadora Kuarup. Esta é uma parceria entre o cantor e compositor de música caipira Renato Teixeira com o maestro Leandro Carvalho e a Orquestra do Estado de Mato Grosso.

Com 14 faixas, o trabalho é resultante de uma turnê realizada em 2015 por cidades mato-grossenses e reúne clássicos da música caipira e outras composições (como do pantaneiro Almir Sater e do próprio Renato Teixeira). Além da versão física, o disco está disponível em todas as principais plataformas de serviço de streaming musical (como Apple Music, Deezer e Spotify).

Caixa do Kit do Conhecimento 2018

Caixa do Kit do Conhecimento 2018

Para os kits escolares distribuídos todos os anos aos filhos dos seus colaboradores, a AMAGGI inovou em 2017, pensando no próximo ano letivo. Os Kits do Conhecimento 2018 contarão com arte gráfica desenvolvida exclusivamente pela artista-plástica Capucine Picicaroli a fim de inspirar o ano escolar dos estudantes com temas lúdicos e coloridos, que remetem à curiosidade e à descoberta.

Para encerrar o ano, a AMAGGI contou com a participação da cantora Lorena Ly em uma apresentação voltada aos colaboradores ao fim da solenidade de transmissão do cargo de presidente executivo da companhia. O evento, com a participação de Lorena Ly, foi transmitido via internet, ao vivo, para todos os colaboradores das unidades da AMAGGI no Brasil, na Argentina, no Paraguai, na Noruega, na Holanda e na Suíça.

Grupo Flor Ribeirinha preparou apresentação contando a trajetória da AMAGGI

Grupo Flor Ribeirinha preparou apresentação contando a trajetória da AMAGGI

 

Já a festa de confraternização de fim de ano da companhia – em que se reuniram colaboradores, diretores, conselheiros e acionistas em Cuiabá – foi abrilhantada pela apresentação do grupo cuiabano Flor Ribeirinha. Conhecido por ajudar a preservar manifestações culturais populares de Cuiabá, como o cururu e o siriri, o grupo competiu com outras 26 companhias de dança folclórica de todo o mundo e se sagrou vencedor do Festival Internacional de Arte e Cultura, realizado este ano na Turquia. Para a confraternização da AMAGGI, o grupo preparou um espetáculo em quatro atos, contando a trajetória de 40 anos da companhia por meio de manifestações culturais brasileiras (do Sul, do Amazonas e de Mato Grosso), encerrando com uma referência à expansão internacional na América do Sul, na Europa e na Ásia.

Grupo Monofoliar

Grupo Monofoliar em apresentação durante cerimônia do 2º Prêmio FALM

 

Arte na FALM

Os artistas mato-grossenses também fizeram parte do ano da Fundação André e Lucia Maggi. Por meio do projeto Cultura na Escola, desenvolvido em Itacoatiara (AM), estudantes da rede pública municipal puderam conhecer a fundo a história e a cultura de sua cidade com apostilas ilustradas por Luiz Henrique Lemos, do estúdio Knun, de Cuiabá.

Ilustração de apostila do projeto Cultura na Escola

Ilustração de apostila do projeto Cultura na Escola

A cerimônia de entrega do Prêmio FALM, em sua segunda edição, também contou com artistas locais. Realizada em Cuiabá no último dia 5, a solenidade incluiu uma apresentação do grupo Monofoliar, composto pelos músicos Estela Ceregatti, John Stuart e Juliane Grisólia. O grupo já possui dois discos lançados e Estela Ceregatti lançou em 2017 seu primeiro trabalho solo. No mesmo ano, foi a primeira mato-grossense a conquistar o Prêmio Grão de Música, que, desde 2014, busca dar visibilidade a talentos promissores da música no interior do Brasil.

 

Bookmark and Share

Leave your message